Vai cair!

Gladson cogita substituir Gehlen Diniz na liderança do governo na Assembleia Legislativa

ANUNCIE AQUI

redacao@diariodoacre.com.br

O governador Gladson Cameli (Progressistas) se inclina a trocar o atual líder do governo, o deputado estadual Gehlen Diniz, do mesmo partido, por outro integrante da sua base de apoio na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).

Segundo fonte do Palácio Rio Branco, o estilo ‘truculento’ de Gehlen estaria acarretando desgaste à imagem de Cameli. Pesa ainda o fato de o parlamentar costumar travar duros embates até com os colegas da bancada governista.

A informação sobre a troca foi confirmada por integrantes do governo à reportagem do Diário do Acre.

Gehlen é visto como um problema para a imagem do governador/Internet

Entre as polêmicas decorrentes do comportamento inamistoso de Gehlen Diniz durante o curto tempo em que desempenha o papel de líder no Parlamento constam as discussões com Roberto Duarte Júnior (MDB) e Fagner Calegário (PV). Mas o estopim teria sido a manobra feita por Diniz para barrar a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energia Elétrica. A proposta partiu de Jenilson Leite (PCdoB).

Elenco  

Gladson já teria acionado sua equipe de articuladores políticos para a escolha de um substituto de Gehlen, de preferência com perfil menos belicoso, capaz de conduzir os assuntos de interesse do Palácio Rio Branco no Legislativo Estadual.

Entre os cotados para assumir a função estão a deputada Antônia Sales (MDB) e o mais novo apoiador de Cameli, o pedetista Luiz Tchê, eleito pela Frente Popular do Acre e aliado de longa data dos governantes do PT.