Pressão popular

Governistas recuam e CPI da Energisa pode ser aprovada na próxima semana

ANUNCIE AQUI

redacao@diariodoacre.com.br

 

Com 11 assinaturas de deputados favoráveis à instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Assembleia Legislativa do Acre, que tem por finalidade investigar os constantes reajustes nas contas de energia elétrica no Acre, o tema deverá ser a pauta principal das discussões na próxima semana. A proposta é do deputado Jenilson Leite (PCdoB).

A princípio, uma manobra articulada pelo líder do governo na Aleac, o deputado Gerlen Diniz (Progressistas), feita na última terça-feira (9), fez com que a maioria dos parlamentares da base de sustentação do governo na Casa retirassem seus nomes do requerimento que pede a instauração da CPI. O principal alvo da investigação seria a empresa Energisa, que arrematou em leilão a antiga Eletroacre.

Recuo dos deputados mostra a força do povo nas redes sociais/Internet

Após a repercussão negativa sobre o assunto, sobretudo nas redes sociais, alguns parlamentares já se mostram inclinados a voltar atrás. Com isso, a matéria tende a ser apreciada em plenário.

Na próxima terça-feira (16), quando os deputados reabrem os trabalhos na Casa do Povo, um grande movimento articulado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) deve lotar as galerias da Assembleia Legislativa, na tentativa de pressionar os 24 integrantes do Parlamento para a instalação da CPI.

Saiba, a seguir, quem é favorável à Comissão Parlamentar de Inquérito e quem, até o momento, rejeita a popostas:

A favor:

Jenilson Leite (PC do B)

Edivaldo Magalhães (PC do B)

Fagner Calegário (PV)

Roberto Duarte (MDB)

Cadmiel Boonfim (PSDB)

Maria Antonia (PROS)

Meire Serafim (MDB)

Daniel Zen (PT)

Wagner Felipe (PR)

Jonas Lima (PT)

Contra a CPI:

Gerlhen Diniz (PP)

Anrtônio Pedro (DEM)

Marcus Cavalcante (PTB)

Manoel Moraes (PSB)

José Bestene (PP)

Luiz Tchê (PDT)

Chico Viga (PHS)

Doutora Juliana (PRB)

Wendy Lima (PSL)

Jonas da Farmácia (PODEMOS)